Dia-a-dia, semana-a-semana, a evolução, o crescer, o antes e o depois, as imagens, os avanços e os tropeções...
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

O estado do ambiente tem sido um tema controverso ao longo do tempo. Fauna e Flora que desaparecem, locais e recursos naturais explorados até à exaustão, aumento de temperaturas a nível mundial - e muitos dedos apontados a identificar os culpados. Podemos, aos dias de hoje, confrontar-nos com uma escola de pensamento que se diz menos alarmista e que advoga que, à semelhança de outras épocas, as alterações climáticas são inevitáveis e não causadas por acção humana. Independentemente da causa, o cenário em que vivemos é indiscutível, e é amplamente aceite que a acção do Homem tem enorme quota-parte na responsabilidade sobre o estado do ambiente e na velocidade a que esta situação evoluirá nos próximos anos. A interiorização da ideia de que essa acção ou mudança de atitude da Humanidade está dependente e intrinsecamente ligada às acções individuais do dia-a-dia é hoje uma constatação irrefutável. Então, por onde começar se se quer viver uma vida mais verde? A verdade é que há muito por onde! Os meios de comunicação social dedicam hoje, importante espaço e tempo a estas questões e não faltam debates, workshops, conferências... Peritos e cientistas concordam que a acção global tem de ser alterada para que se consiga parar e até reverter esse flagelo que é o aquecimento global...

A título de exemplo: estas já foram, mas posso afiançar que o interesse, a pertinência e o debate foram bastante vivos... a pontos de me deixarem os neurónios aos saltos!!!

publicado por Menina da Cidade às 09:40
Hoje é dia de:

Domingo, 26 de Abril de 2009

Projecto que sofreu demasiados adiamentos, começa a ganhar forma e sentido novamente... Em NY comprei um pequeno livro de capa verde, na fantástico-fabulosa loja do MOMA. Tem por título 365 Ways to Live Green - Your Everyday Guide to Saving the Environment. A ideia original era postar (numa casa antiga), diariamente e, durante 1 ano, cada uma das dicas deste livro, acrescentanto, ou não, algo de pessoal, como uma crítica, uma opinião, uma adaptação a uma sociedade menos americana e mais europeia... Foi projecto que ficou na gaveta, mas que agora ganha novo sentido, em conjugação com o meu canteiro...

 

E, uma vez que o livro começa com um pequeno inquérito sobre o tamanho da pegada ecológica de cada um, pois que recomendo vivamente uma passagem pelo site da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, e pelo seu trabalho sobre Pegada Ecológica.

publicado por Menina da Cidade às 18:05
Hoje é dia de:


Há vida que brota por entre cada grão de terra... Antes da chuvada de ontem já se notavam pequenos tufos verdes, mas haverá melhor água que aquela que cai do céu???

 

 

As pequenas alfaces roxas empinadinhas ou melhor, tesas que nem um carapau. Aquilo que será rúcula, é agora um imenso tufo de piquenas folhas verdes, e até aquilo que será chicória já fura a terra...

 

 

 Lá mais ao canto, no espaço da erva de gato, já há pequenas lombriguinhas verdes a querer chegar ao céu... E a toda a volta, onde foram colocadas sementes de flores silvestres também já se notam minúsculas folhinhas verdes a furar a terra.

 

 

Ontem fui a um workshop de ervas aromáticas. "As aromáticas na cidade" deu o mote a mais de 1h30 de conversa com uma jardineiro experiente, documentado e conhecedor. Com um imenso instinto, deu forma a um saber adquirido e consolidado ao longo de vários anos e ali esteve, a partilhar um pouco do seu saber com meia dúzia de gatos pingados. Apaixonei-me por um vasinho de tomilho-limão, que será plantado no cantinho das alfaces, onde uma delas não pegou...

publicado por Menina da Cidade às 15:10
Hoje é dia de:

Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Depois de tudo plantado, regado e arrumado, este é o aspecto do canteiro do meu prédio, no seu primeiro dia de existência:

 

 

Sim, é um facto, faltam pedras para terminar o caminho... A seu tempo tomarão o lugar que lhes pertence, fazendo deste um canteiro organizado, e bonitinho.

 

À medida que o canteiro for ganhando vida, vão aqui aparecendo fotos para acompanhar a sua evolução. A ideia é que ao ritmo de uma actualização visual por semana, o canteirinho da menina da cidade seja conhecido e acompanhado por quem por ele se interessar.

 

Aceitam-se sugestões, palpites, ideias e afins, pelo que caso queiram, usem os comments ou o mail. Registe-se que sou uma ignorante curiosa, pelo que toda a acção será baseada no dito método científico, que é como quem diz, há que experimentar a ver se resulta... ou o que é que resulta.

 

Resta apenas partilhar os dados da coisa:

O canteiro nasceu a 18 de Abril de 2009, tem 12 quinhões de produtos diversos, destacando-se as ervas aromáticas. A toda a volta há ainda aquilo que será uma barreira natural de flores "tipo silvestres"... As cenouras e espargos fizeram rir os entendidos na matéria, mas a menina da cidade resolveu semeá-los na mesma... Já tinha as sementes compradas e... why not? Vamos ver se pega ou  não. Uma coisa é garantida: o cepticismo é muito. Há ainda as saladas: alfaces, rúcula,chicória e ruta e as ervas aromáticas: cebolinho, salsa, manjericão e coentros. Num canto com pouco sol, foi deixado um pé de uma coisa que se não é framboesa, parece... O tempo dirá o que é e se pega ou não. E sobra o quinhão das ervas de gato, que a menina da cidade tem 2 cá em casa, sedentos destas novas culturas...

 

A próxima actualização prevê-se com fotos de Domingo, 26 de Abril de 2009. Até lá.

publicado por Menina da Cidade às 19:47
Hoje é dia de:
tags:


Hoje é o dia dela:

 

 

Vai daí, pensei que não podia haver melhor dia para lançar o meu novo Blog... É coisa que ando para fazer há uns dias, e tenho vindo a adiar... mas de hoje não passa! Tenho dito!

 

Pois que este blog nasce de uma ideia que tive há dias, quando os meus neurónios borbulhavam como se não houvesse amanhã. Contentinha que estava com os meus novos projectos e ideias, feliz da vida que estava com a minha mais recente obra... apeteceu-me partilhá-la... partilhá-la e registá-la... acompanhar os seus progressos, sucessos e insucessos... sim, que a malta é inexperiente e é com a prática que se conta aprender.

 

Ora, se calhar está na hora de explicar melhor: na entrada do meu prédio existe um canteiro... Mas não é um canteiro qualquer que CANTEIROS HÁ MUITOS!!! O meu canteiro é um canteiro especial!!! Tem uns 15 a 20 m2, não mais! E estava pejado de ervas... bonitas umas, carracentas outras, mal-cheirosas outras... enfim, era um sem fim de vida selvagem desordenada e desacompanhada... Vai daí, aqui a menina da cidade começou a olhar para o canteiro pelo canto do olho e começaram os neurónios a fervilhar... Tomada a decisão de colocar ali alguma ordem, houve necessidade de recorrer a quem fosse menos ignorante que eu em relação a estas coisas. Compradas as sementes e afins, arrancaram-se as ervas todas, a enxada deu a volta a toda a terra existente e, na medida do possível, deu-se conta das ervas e ervinhas, raízes e raizinhas que por lá habitavam...

 

O planeamento era o que se segue:

 

publicado por Menina da Cidade às 19:23
Hoje é dia de:


Mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

27
28
29


Arquivos
links
subscrever feeds